Leia

 

 

 

 

 

    - Se acaso você chegasse.

 

           

        Na praça Getúlio Vargas, Icaraí, há música nos finais de semana.  Sábado, um grupo de jovens toca de tarde; aos domingos, há um conjunto para o pessoal da terceira idade ouvir e dançar.  Quando caminhava na praia, ouvi 'Se acaso você chegasse', composição de Lupicínio Rodrigues que - sempre quando diziam que gaúcho não entende de samba - citavam essa música.  Afinal, Lupicínio era gaúcho e compôs um dos sambas mais perfeitos da MPB.

        Não conheço outro samba de Lupicínio e - para mim - 'Se acaso você chegasse' não é a música mais bonita dele.  Gosto de 'Nunca', dor de cotovelo na qual a personagem diz que 'nem se Deus mandar' fará as pazes com a pessoa ingrata de quem tem mágoa.  Tenho paixão por 'Sozinha', música que - na época em que produzia para rádio - consegui fazer Jamelão cantar à capela (sem acompanhamento) numa gravação histórica.  'Sozinha' fala de um homem que tirou a mulher da extrema miséria e foi traído por ela.   Um relato da suprema ingratidão porque a malvada fugiu com o doutor que o traído chamou para curar os bichos de pé da ingrata.

        'Se acaso você chegasse' estourou na voz de Ciro Monteiro e, no começo dos anos sessenta, voltaria a ser sucesso com Elza Soares.  Nessa gravação, Elza colocaria aquele bip bop que marcaria a carreira dela.  A música fala sobre o homem (quando foi composta, não havia outra opção) que conversa com o amigo sobre uma hipótese.  Se acaso o amigo chegasse na casa dele e encontrasse lá a mulher que um dia gostou, será que a amizade dos dois terminaria?  E por que pergunta isso? Porque está com essa mulher num barraco, à beira de um regato e de um bosque florido.

        A amizade deles precisa superar esse problema e o amigo confessa que está feliz.  De dia, a mulher lava a roupa dele.  De noite, os dois se beijam na boca.

        'Se acaso você chegasse' soa machista atualmente.  Porém, é um hino à amizade.  Imagino que os dois da música continuaram amigos e a mulher sendo feliz ao lado do preocupado que resolveu alertar:

        "Esquece o passado porque essa mulher é minha companheira agora."

        Sei lá mas... se é um conhecido meu....  ficaria mais amigo ainda do outro que livrou ele definitivamente da ex.