Leia

- Casos extraconjugais

        

 

       Dizem que um caso extraconjugal está no fim quando um dos envolvidos diz o nome da esposa ou do marido.

- Não vai dar porque tenho que levar Glória ao médico.  – ele diz e Marilene se espanta:

- Por que você falou o nome dela, Jorge?!

- Sei lá... nem notei.

         E Jorge passa a não atender os telefonemas de Marilene, falta aos encontros no mirante do Leblon, bota a culpa no trânsito para não chegar onde Marilene espera. 

- Leonardo está me esperando. – informa Selma.

- Você falou o nome dele! – nota Sérgio.

- Dele?! Quem?!

- Do seu marido a quem você chamava de o outro. – lembra Sérgio.

         Dessa forma Selma se referia ao marido: o outro.  De vez em quando, ele.  Com alguma frequência: o pai do..... e dizia o nome do filho de ambos.  Mas agora o outro, ele e o pai assumia uma forma concreta nomeado por Leonardo. A partir daí, Selma se transforma e Sérgio passa a ser alguém sem relevância, o caso se encerrava porque existia um nome que fora colocado entre os Selma e Sérgio.  Por coincidência, as iniciais S que os dois tinham jurado unir para sempre num futuro quando revelariam à Neusa, mulher de Sérgio, e Leonardo, o já conhecido marido de Selma.

         Naquela noite, Sérgio chegou em casa e cumprimentou a mulher.

- Oi, Neusa.

- Por que disse meu nome?

- Ué? Porque é seu nome.

- Não me ama mais. Por isso, não me chama de bem, paixão ou amor?

- Ah! Não.....

         Os casos de amor terminam por diversos motivos: estresse, cansaço, desinteresse mas há uma teoria revelando que citar o nome da esposa ou do marido diante de quem se tem um caso extraconjugal é fator determinante apontando que aquela paixão virou um outro sentimento qualquer porque o relacionamento chega ao fim.  E quando isso acontece, os dois que se amaram sequer se reconhecem, os dois que viviam tão grudados, escolhem a distância, o desgrude.  Quando um diz ao outro o nome da companheira ou do companheiro, o caso extraconjugal não sobrevive igual aos dois do início da história. 

Como se chamam mesmo?